Joias, semijoias e bijuterias

Estar sempre na moda, com visuais que marcam nossa personalidade e acessórios que agregam valor no dia a dia são características muito apreciadas para aqueles que gostam de joias.

Uma simples blusa branca pode ganhar destaque quando sobreposta por um maxi colar, assim como transparecer mais delicadeza se utilizada com um conjunto de brinco e colar ponto de luz.

Seja para nos acompanhar no dia a dia ou requintar a aparência em ocasiões mais específicas, a verdade é que a maioria das pessoas gosta de ter acessórios de qualidade.

É por isso que hoje vamos explicar as diferenças entre joias, semijoias e bijuterias para você ter um acervo lindo e duradouro para atender em diversas ocasiões. A principal diferença entre essas três categorias de acessórios está no processo de produção e, consequentemente, na qualidade.

Vamos começar pelas bijuterias, que são facilmente encontradas em lojas de artigos diversos. As bijus são acessórios feitos com o objetivo de ter um preço mais acessível e a produção em larga escala. Por este motivo, utiliza-se metais menos resistentes em sua produção, os acabamentos são menos detalhados e muitas faz vezes trocam o banho de outro ou prata por pintura que simula a cor.

São peças que possuem menos brilho e oxidam mais rápido. Outra característica estão nas pedras utilizadas. Geralmente, são imitações feitas de plástico, resina, strass ou vidro, colocados nas peças através de apliques com cola. Além de descascar a tinta com certa facilidade, elas costumam se desprender da peça logo nos primeiros usos.

Prata 925
Photo by Jewelry Chron Com on Google Imagens
Prata 925
Photo by jewelryjourneyandc on Google

A grande desvantagem da bijuteria, além da baixa durabilidade, é o indicativo de procedência. Sempre que for adquirir uma bijuteria, procure escolher as que possuem o selo de “níquel free”, que demonstra a preocupação do fabricante com o consumidor final.  Em geral, são utilizados insumos nocivos para a saúde em sua produção, como o cádmo e o níquel, que além de induzirem alergias, podem desenvolver câncer conforme a exposição.

Prata 925
Photo by jewelryjourneyandco on Google

Passando para a segunda categorias de acessório, entramos na discussão sobre as semijoias.

Embora não possuam o mesmo valor e sigam uma linha de produção mais industrial, as semi joias são feitas de acordo com rigorosos critérios de qualidade e o processo é bem mais cuidadoso. Essas peças são as mais similares às joias, o que muda é a sua resistência e o valor no mercado. Sua base, geralmente, é feita de material não-nobre (como latão, estanho e bronze), e recebem um revestimento especial com material nobre (ouro, prata, ródio). A espessura do banho depende de cada fabricante e é um indicativo de qualidade.

“Quanto mais milésimos de metal nobre tiver, maior a durabilidade. Uma semijoia com espessura de banho superior a 10 milésimos de ouro é considerada de boa qualidade e podem durar anos com o uso e armazenamento corretos.

Prata 925
Photo by jewelryjourneyandco on Google

Muitas semijoias são feitas com processos similares as joias. Um exemplo disso é o processo de alta fusão, em que o metal derretido é efundido dentro do molde, em seguida passa por um processo de polimento e acabamento, e finalizado com o banho de metal nobre. Outra característica parecida é a aplicação das pedras, que em geral são cravejadas com o próprio metal da peça para que não se desprendam com o uso. Há também o processo de colagem, como semijoias com pérolas, no entanto, são utilizadas colas especiais feitas para resistirem a quedas e esforços.


Chegando a última categoria, vamos falar das joias genuínas.

Essas são as peças nobres e mais valiosas, com processo de produção exclusivo e altíssima durabilidade.


“Devido ao valor agregado, geralmente são produzidas com maestria artesanal por joalheiros e designers e são essencialmente feitas de ouro, prata, titânio ou platina, também chamados de materiais nobres, conforme já citamos.

Prata 925
Photo by jewelryjourneyandco on Google
Prata 925
Photo by jewelryjourneyandco on Google

“As pedras utilizadas nas joias são sempre preciosas, como rubi, diamante, esmeralda e safiras“

Prata 925
Photo by Rue Gembon on Pinterest

O processo de engate, ou cravação, são de alta qualidade e mais seguro que as anteriores, tendo em vista que são pedras de mais valor.

Aqui na Céu de Prata, trabalhamos com joias, confeccionadas em prata legítima (Prata 925)!

As joias são passadas de geração a geração, pois têm a capacidade de durar por décadas, permanecendo com aparência impecável com a manutenção adequada. Como apresentam um valor elevado, em geral são utilizadas em ocasiões especiais, para representar vínculos (como as alianças) ou simbolizar conquistas.

Já as nossas alianças são feitas em Prata 950 e possuem o banho de ródio com uma proteção maior contra riscos e o processo natural de oxidação, tendo em vista que é uma peça que estará sempre presente no seu dia a dia.

Prata 925
Photo by Miaquain on Pinterest

CÉU DE PRATA
signature

Subscribe so you don’t miss a post
Sign up with your email address to receive news and updates!

O que você acha?

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários.

Anterior
Anel Solitário – Um pouco sobre essa jóia!
Joias, semijoias e bijuterias