Ecojoias, joias ecológicas

| |

Essas práticas já estão alcançando o mundo da moda, uma vez que as pessoas estão despertando a consciência de que é possível estar atento às novidades levando em consideração o equilíbrio do planeta. Reaproveitamento de roupas através da customização, produtos de beleza a base de matéria prima orgânica e com embalagens reutilizáveis. Como nosso assunto aqui são joias, vamos conversar um pouquinho sobre as ecojoias.

Ecojóia
Photo by Mrlentz on Site Official

Você já parou para pensar no impacto que a fabricação que seu par de brincos tem na natureza? Antes do conceito de ecojoias começar a ser inserido, o mercado de joalherias e bijuterias era organizado dentro de uma lógica capitalista que objetiva aumentar o consumo e os lucros sem levar em conta os princípios da ecologia e do desenvolvimento social.

Esse ramo depende da indústria de mineração de metais e pedras, que por sua vez consome cerca de 10% da energia mundial! Além disso, grande parte dos métodos de extração poluem as hidrovias e a natureza, afetando diretamente as pessoas que vivem em comunidades próximas, deixando-as incapazes de se sustentar com os alimentos que suas terras e rios fornecem e se tornando suscetíveis a doenças fatais.

Joias ecológicas

Photo by Annie Spratt on Unsplash[/col][col size=”6″]

Jóias Ecológicas
Photo by Jazmin Quaynor on Unsplash

Felizmente, a indústria de joias atualmente está tomando medidas para minimizar as práticas e condições negativas associadas à cadeia extrativa e produtiva.

Atualmente, existem mais gemas e metais extraídos sem conflitos e os joalheiros estão usando materiais recuperados para produzir joias finas. Toda essa discussão acabou fazendo com que joalheiros procurassem formas alternativas de confeccionar suas peças, sem perder a elegância, sofisticação e personalidade exclusiva e dessem espaço às joias ecológicas, ou como a mídia prefere, as ecojoias. Ao longo da última década elas vêm conquistando seu espaço no cenário da moda.

É possível encontra-las em forma de alianças, anéis, braceletes, brincos, colares, correntes, gargantilhas, pingentes, tiaras e muitos outros adornos.

Jóias Ecológicas

Photo by Jazmin Quaynor on UnsplashJoia Ecológica

Photo by Vladimir Proskurovskiy on Unsplash 

Mas o que são as ecojoias? São peças feitas a partir da combinação de metais e recursos sustentáveis, materiais reciclados e usando práticas éticas que respeitam as pessoas e o planeta. A produção delas estimula a renovação do conceito de joais, quebrando os paradigmas de que a moda é extravagante e fútil.

Elas apresentam variações nos seus detalhes, nas cores e formas, proporcionando a cada peça uma personalidade exclusiva.

Sua produção possibilita a criação de belas peças através do equilíbrio entre as ações do homem com o meio ambiente, reduzindo o impacto ambiental.

Produzidas com materiais extraídos da natureza, tais como, sementes, fibras naturais, casca de coco, frutos secos, conchas, e até mesmo a reutilização de materiais recicláveis numa combinação harmônica, com design diferenciado e fino acabamento.

Quem usa uma ecojoia carrega consigo muito mais do que um simples acessório, pois ao portar um desses elementos a pessoa está levando consigo o valor e admiração pela nossa preciosa natureza.

Joias Ecológicas
Photo by mrlentz in Shop.

A atitude ecológica no mundo da moda demonstra personalidade, consciência social e valorização da nossa essência natural. Seguindo o conceito de Antoine Lavoisier, em que “na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”, a reutilização de materiais e a utilização de matérias primas renováveis permite que possamos explorar o melhor que nos é oferecido pensando também nas próximas gerações.

Ao tomar decisões diárias que beneficiam o mundo, podemos criar mudanças a nível coletivo. O chamado consumo consciente ressignifica as formas de comprar, em que o consumidor se preocupa não apenas com o produto em si, mas também com a origem dele e o significado por trás da compra.

Anterior

Boho, estilo e moda

Prata 925 x Prata 950: Quais as diferenças?

Próximo

Deixe um comentário